top of page
  • Valor Econômico

Fundos corporativos ganham mercado

Companhias abraçam o modelo de “corporate venture capital” e ocupam espaço deixado por fundos globais em transações com startups



A retração de fundos globais de venture capital, como Softbank, Tiger, a16z e General Atlantic, abriu espaço no mercado brasileiro para fundos corporativos que investem em startups, conhecidos como CVCs.Se antes eles mal conseguiam agenda com empreendedores, seduzidos por nomes estrelados na indústria de tecnologia, viraram alternativa não só de capital como de ampliação de base de clientes e melhoria de estratégia.


“No ápice de liquidez, tinha empreendedor que nem atendia a gente”, conta o gestor de um fundo multimilionário. “O mercado era super fechado porque as corporações não tinham uma boa reputação como investidoras. Mas é uma questão de entender como o mercado joga”, diz Mateus Jarros, à frente do Gerdau Next.

Leia a Matéria Complete aqui: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2022/11/30/fundos-corporativos-ganham-mercado.ghtml

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Gestoras têm desafio para saída em seca de IPO

Fundos de private equity devem ter um dos piores anos para a venda de ativos Os fundos de private equity, que são aqueles que compram participações em empresas, deverão encerrar 2023 com a marca de pi

bottom of page