• Chiara Quintão

Dexco paga R$ 74 milhões por 13% da Brasil ao Cubo

Aquisição foi feita pelo fundo de venture capital DX Ventures, que já comprou participações em mais duas empresas


A Dexco (ex- Duratex) entrou no capital da catarinense Brasil ao Cubo, especializada em construção modular off-site em estrutura metálica. Com investimentos de R$ 74 milhões, a companhia passou a ser a terceira maior acionista da construtech, com 13% de participação, atrás do bloco de fundadores e da Gerdau. A maior parte dos recursos será destinada a aportes na expansão da capacidade da Brasil ao Cubo e no desenvolvimento de novos produtos. Fundadores e Gerdau receberão parcela minoritária dos recursos e serão diluídos parcialmente.


A Dexco terá um assento no conselho de administração - três cadeiras são ocupadas pelos fundadores da construtech, incluindo a presidência do colegiado, e dois assentos, pela Gerdau.


Aquisição foi feita pelo DX Ventures, fundo de venture capital que já comprou participações de mais duas empresas

A Brasil ao Cubo dispõe de capacidade produtiva anual de 100 mil m2. No sistema desenvolvido pela construtech, módulos em estrutura metálica são desenvolvidos em três unidades de Tubarão (SC) e montados no local da obra. No segundo semestre, a empresa começará a construção de nova fábrica, também na cidade catarinense, com capacidade instalada de 22 mil m2, segundo o CEO e um dos fundadores da Brasil ao Cubo, Ricardo Mateus. Serão investidos cerca de R$ 50 milhões na unidade, cuja partida ocorrerá em meados de 2023.


Obras industriais respondem pela maior parte da produção da Brasil ao Cubo, mas o maior potencial de crescimento, a partir do próximo ano, virá de edificações residenciais e comerciais. Na nova fábrica, será possível, segundo Mateus, produzir e estocar um prédio de 15 andares. Em 2021, a startup fabricou as estruturas e montou, em Tubarão, prédio de oito andares em 100 dias. Atualmente, a empresa produz, no segmento residencial, casas de alto padrão com preço de R$ 2 milhões a R$ 15 milhões. A construção de hospitais também faz parte da atuação.


Leia a matéria completa aqui: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2022/01/28/dexco-paga-r-74-milhoes-por-13-da-brasil-ao-cubo.ghtml

1 visualização0 comentário