top of page
  • Valor Econômico

A Volpi quer substituir os bancos no crédito imobiliário — e já tem R$ 150 milhões da RBR

Fintech criada pelo ex-PDG e Gafisa Cauê Cardoso aposta no mercado de capitais como alternativa ao esgotamento dos recursos da poupança

Com a Selic nas alturas, a poupança é cada vez menos atrativa e os saques da caderneta, mais intensos. Enquanto o funding barato dos bancos para o financiamento imobiliário fica escasso, um executivo que fez carreira em incorporadoras como PDG e Gafisa viu uma oportunidade.


Chefe de vendas da Gafisa até 2020 e cofundador da PDG — de onde saiu em 2012 para ser sócio da gestora Crescera —, Cauê Cardoso começou a estruturar a fintech Volpi há quase dois anos com uma tese: usar o mercado de capitais no financiamento imobiliário.


Se a proposta parecia um tanto inviável quando a Selic estava nas mínimas, quando o cenário mudou radicalmente a Volpi começou a atrair investidores. A RBR Asset, uma gestora com mais de R$ 7,5 bilhões aplicados em veículos imobiliários e de infraestrutura, acaba de fechar um acordo com a Volpi para prover até R$ 150 milhões em funding para as operações da fintech. Leia a matéria completa aqui:https://pipelinevalor.globo.com/startups/noticia/a-volpi-quer-substituir-os-bancos-no-credito-imobiliario-e-ja-tem-r-150-milhoes-da-rbr.ghtml

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Cashbanx capta R$ 20 milhões

Com aporte feito pela SRM Ventures, startup pretende alcançar R$ 1 bilhão em volume bruto de mercadorias. A Cashbanx, plataforma de afiliados especializada no mercado de cashback, recebeu um investime

Motrix capta R$ 14 milhões

Investimento do Grupo Ágathos será direcionado à equipe de desenvolvimento da edtech. A Motrix, startup carioca especializada em plataformas para conteúdo pragmático de currículo escolar, acaba de rec

Comments


bottom of page