top of page
  • Valor Econômico

Papéis relacionados a commodities são foco de novo ETF do BTG

Portfólio inclui empresas como Vale, Petrobras, Gerdau, JBS, Suzano, BRF, CSN, PetroRio, São Martinho, SLC Agrícola, Brasil Agro, Usiminas, Unipar e Raízen


O BTG Pactual lançou em parceria com a Teva Índices um fundo de investimentos negociado em bolsa (ETF, na sigla em inglês) focado em ações de empresas brasileiras ligadas a commodities. O ETF BTG Pactual Teva Ações Commodities Brasil Fundo de Índice será negociado com o ticker CMDB11 e terá uma carteira com 29 ações.


Segundo Will Landers, sócio do BTG Pactual Asset Management, o lançamento do ETF agora não é algo fortuito, mas uma maneira de captar o interesse do investidor que deseja expor seu patrimônio ao dólar e ao cenário de recuperação econômica global enquanto foge da volatilidade das eleições de 2022.


Leia matéria completa aqui:

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Gestoras têm desafio para saída em seca de IPO

Fundos de private equity devem ter um dos piores anos para a venda de ativos Os fundos de private equity, que são aqueles que compram participações em empresas, deverão encerrar 2023 com a marca de pi

XP e BTG surfam na oferta verticalizada na previdência

Bancos de investimento ainda têm pouco tempo de mercado e buscam uma fatia maior da clientela Em setembro, um investidor com cerca de R$ 300 mil na previdência de uma gestora independente na plataform

Comments


bottom of page