top of page
  • Valor Econômico

Investida da Kinea, Paketá vai além do consignado privado

Fintech vai começar a fazer antecipação de salário e crédito lastreado no FGTS


A fintech de crédito Paketá, que atua com consignado privado e recebeu no ano passado aporte da Kinea, gestora de private equity do Itaú, vai começar a fazer antecipação de salário e crédito lastreado no FGTS, ainda tendo como fio condutor o uso intensivo de tecnologia. Hoje a startup tem mais de 1,6 mil empresas conveniadas, que somam quase 200 mil funcionários.


Fundada no fim de 2018, a Paketá não revela o tamanho da sua carteira, mas o CEO, Fabian Valverde, diz que o portfólio cresceu 673% em 2021 e que atualmente o ritmo de concessão está entre R$ 8 milhões e R$ 10 milhões por mês, e avançando fortemente. “A intenção é que isso dobre muito rapidamente. Nossa intenção é chegar em 2 milhões de funcionários elegíveis em 18 meses.” O mercado potencial do consignado privado é estimado em R$ 140 bilhões, enquanto na antecipação de salário, R$ 537 bilhões, e no FGTS, outros R$ 323 bilhões.


Leia a matéria completa em:


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page