• Valor Econômico

IG4 busca US$ 1,8 bi em três novos fundos

A gestora de private equity IG4 está em conversas com investidores para captação de três fundos, que podem somar US$ 1,8 bilhão e mais que dobrar o volume de ativos atual da casa. Também deu mandatos a bancos em três de suas investidas para encontrar sócios ou vender ativos - as brasileiras Opy, de gestão hospitalar, e o terminal portuário CLI, e no negócio de óleo e gás da peruana Aenza.


“Hoje somos uma gestora de US$ 1,2 bilhão de ativos, com cinco investidas. A IG4 continuará sendo uma casa de nicho, mas nosso objetivo é chegar ao fim do ano que vem com US$ 3 bilhões em AUM [ativos sob gestão]”, diz o fundador Paulo Mattos.


A gestora pretende fazer um primeiro fechamento de seu terceiro fundo de private equity no fim do semestre, com cerca de US$ 250 milhões até lá - metade do total pretendido para o veículo. Também começou a conversar com investidores estrangeiros sobre um fundo de situações especiais, em que entra com estrutura de crédito em vez de investimento em a


Leia a matéria completa em:

https://valor.globo.com/financas/noticia/2022/05/04/pipeline-ig4-busca-us-18-bi-em-tres-novos-fundos.ghtml


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sócios detiveram 30% da empresa de Florianópolis que expandirá para recrutar mão de obra Há mais de três anos em busca de um ativo para comprar no Brasil, o fundo Caatinga Capital, com sede em Fortale

Private equity terá assento no conselho da companhia de alimentação de Daniel Mendez A gestora de private equity Acon comprou uma participação minoritária da Sapore, uma das maiores companhias de alim