top of page
  • Valor Econômico

Crescem as aquisições por conversão de dívidas em fatia acionária

Credor especializado em ativos estressados tem assumido participação majoritária


Companhias tradicionais estão mudando de mãos à medida que credores financeiros especializados em ativos estressados têm assumido uma participação majoritária dos negócios. Com o mercado brasileiro cada vez mais maduro, os casos começam a crescer - a petroleira Enauta é o exemplo público mais recente, após a gestora de reestruturação Jive atingir 15,5% de participação no negócio, controlado pela Queiroz Galvão, e ter um papel mais relevante na empresa. Cada vez mais fundos estão indo a mercado comprar créditos vencidos.


O mercado de conversão de dívida em participação acionária começou a ganhar massa crítica na crise econômica brasileira de 2015, muito pelo contexto da Lava Jato, quando grupos foram obrigados a dar ativos como garantia para conseguirem alongar seus vencimentos e levantar dinheiro novo, muito por conta das pesadas dívidas à época.


Gestoras especializadas em comprar dívidas de empresas em situação estressada, os chamados fundos de situações especiais (“special sits”, no jargão de mercado), estão, com isso, ganhando espaço ao assumir dívidas para futuramente trocar por ações de empresas endividadas que os bancos tradicionais, ou outros credores, querem se livrar.


Leia a matéria completa aqui: https://valor.globo.com/financas/noticia/2023/07/26/crescem-as-aquisicoes-por-conversao-de-dividas-em-fatia-acionaria.ghtml

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page