top of page
  • Valor Econômico

AZ Quest traz para o Brasil fundo chinês da Azimut

Atualizado: há 6 dias

Casas como J.P. Morgan, XP e BTG já oferecem carteiras com foco no gigante asiático


A AZ Quest faz os trâmites finais para começar a oferecer no Brasil o primeiro fundo da grade internacional da controladora italiana Azimut, gestora que tem cerca de € 60 bilhões em patrimônio. Dedicado a ações chinesas, o portfólio a ser oferecido conta com a gestão de uma equipe em Xangai e Hong Kong.


O veículo disponível no mercado brasileiro, batizado como AZ Quest Azimut China, vai comprar cotas de um espelho em Luxemburgo, criado há cerca de um ano sob as regras dos Undertaking Collective Investment in Transferable Securities (USCIT). A legislação europeia é considerada uma das mais seguras do mundo e impõe graus de diversificação e controle rigorosos na composição das carteiras.


“O ‘call’ em China hoje não é só por causa da tecnologia, mas por ser a maior consumidora do mundo em bens de luxo, em serviços de entrega ou e-commerce, e que vale menos que as principais empresas americanas. Há um alcance gigante de múltiplo para fazer”, diz Walter Maciel, CEO da AZ Quest.


Leia matéria completa aqui:

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Gestoras têm desafio para saída em seca de IPO

Fundos de private equity devem ter um dos piores anos para a venda de ativos Os fundos de private equity, que são aqueles que compram participações em empresas, deverão encerrar 2023 com a marca de pi

XP e BTG surfam na oferta verticalizada na previdência

Bancos de investimento ainda têm pouco tempo de mercado e buscam uma fatia maior da clientela Em setembro, um investidor com cerca de R$ 300 mil na previdência de uma gestora independente na plataform

Comments


bottom of page